CALMARIA  escrito em sexta 17 agosto 2007 18:44

 

2.JPG

 

 

 

O mar esta calmo, sereno, de um azul tão claro que quase se mistura na linha do horizonte. O olhar perde-se nesse mar e o pensamento corre livre, abrindo suas asas como uma gaivota voando ao sabor do vento.
O sol brilha e o ar traz o cheiro a maresia.
Ouve-se apenas o silêncio e no peito, o coração bate com tristeza. Tristeza de quem vê pela janela aquilo que não foi, o que não sentiu e o que perdeu...
Um barco agita suas velas como se  agita a mão num adeus... Como seria bom navegar livre... Sentir de novo a vida com tudo o que ela tem de bom e de mau.
Sentir que finalmente nada nos prende, que as amarras se soltaram e que são trocadas pelo carinho de um abraço.
Por um instante, o olhar enche-se de esperança, ao ver lá ao longe um raio de sol tocar as ondas encrespadas de um mar de solidão... O desejo de partir, de quebrar as correntes...
Ao longe esta um farol, que ilumina a noite com sua luz, chamando a si um barco a deriva em que o coração naufraga no silêncio que envolva a alma de quem deseja, sonha, ama e...espera!
Um dia, esse mar será feito de ternura, de sorrisos e essa luz que guia as almas perdidas será o brilho das estrelas, a caricia da lua...
E finalmente, de novo a liberdade de viver, querer e sonhar!!!

permalink

AMAR E SER AMADO  escrito em sexta 17 agosto 2007 18:31

Amar e ser Amado.

Se pud�ssemos escolher apenas uma alternativa...
O que seria mais importante?
Amar ou Ser Amado?
Por mais que pensemos...
Fica realmente dif�cil encontrar uma resposta...
Mas podemos tentar...
Vamos presumir que a alternativa escolhida fosse Amar...
Como � bom Amar...
Sentir o cora��o bater mais forte...
As m�os frias e tr�mulas...as pernas fracas...
O sorriso nos l�bios...
Sim, porque o sorriso faz parte do amor e como faz!
Quando amamos, temos o privil�gio de sorrir mais...
Sorrimos at� quando estamos parados, com o pensamento longe...
Sorrimos das pr�prias lembran�as que esse amor nos traz...
e muitas vezes, quando nos damos conta...
Estamos l�, n�o importa aonde...
Mas estamos com o sorriso nos l�bios...
At� mesmo parados no farol a caminho de casa...
No meio de um trabalho...
Quem estiver prestando aten��o na gente... provavelmente n�o vai
entender nada...
Mas, se essa pessoa tamb�m j� amou
alguma vez na sua vida...
Ah, com certeza vai entender porque estamos assim... e vai sorrir
tamb�m s� em lembrar como ela
j� ficou um dia por causa do amor...
Quando pensamos na pessoa amada,
uma enorme sensa��o de leveza
vai tomando conta do nosso corpo...
Da nossa mente...da nossa alma...assim, sem pedir licen�a...
Mas � uma sensa��o t�o maravilhosa que n�o importa, ela � t�o boa
que n�o precisa mesmo pedir licen�a...
pode ir entrando e tomando
conta do nosso ser...
Sensa��o de plenitude...
E, agora, vamos pensar na outra escolha...
Ser amado...
Como � maravilhoso tamb�m saber que existe algu�m que nos ama...
Que se importa conosco...
Que se preocupa com tudo o que nos possa acontecer...
Que teme que nos aconte�a algo de errado...
A pessoa que nos ama est� sempre vigilante...
Tentando nos proteger de situa��es
que poderiam nos machucar, e
consequentemente machucar a esta pessoa tamb�m, sim, porque n�o
podemos nos esquecer de tudo que foi dito anteriormente sobre
amar...
Quando somos amados, se algo de
errado nos acontece, o ser que nos
ama sofre muito com isso,
talvez sofra mais do que n�s mesmos
poder�amos sofrer...
O ideal seria escolher as duas alternativas
Amar e Ser Amado
Pois os dois sentimentos se completam
Mas, nem sempre � assim...
O ideal seria:
Saber Amar e Ser Amado
Mas isto � privil�gio de poucos...
talvez privil�gio de quem j� aprendeu
muito com o amor, j� cresceu
muito com ele, e por isso talvez at�
consiga entende-lo melhor...
O ideal seria:
Amar sem sufocar... Amar sem aprisionar...
Amar sem cobrar... Amar sem exigir...
Amar sem reprimir, simplesmente Amar...
E
Ser Amado sem se sentir sufocado...
Sem se sentir aprisionado...
Sem se sentir cobrado...
Sem se sentir exigido...
Sem se sentir reprimido
Simplesmente Ser Amado!
Pois do que nos adiantaria Amar sem Ser Amado
e Ser Amado sem Amar?
permalink

AMOR E AMIZADE  escrito em quarta 15 agosto 2007 17:36

AMOR E AMIZADE


amoreamizade.jpg


“ Perguntei a um sábio,

a diferença que havia

entre amor e amizade,

ele me disse essa verdade...

O Amor é mais sensível,

a Amizade mais segura.

O Amor nos dá asas ,

a Amizade o chão.

No Amor há mais carinho,

na Amizade compreensão.

O Amor é plantado

e com carinho cultivado,

a Amizade vem faceira,

e com troca de alegria e tristeza,

torna-se uma grande e querida

companheira.

Mas quando o Amor é sincero

ele vem com um grande amigo,

e quando a  Amizade é concreta,

ela é cheia de amor e carinho.

Quando se tem um amigo

ou uma grande paixão,

ambos sentimentos coexistem

dentro do teu coração."

permalink

O QUE SOMOS ?  escrito em quarta 15 agosto 2007 17:31

O QUE SOMOS

Cada um de nós é como é. E cada um de nós "sabe a dor e a alegria de ser o que é" . Alguns, com amor e caridade infinitos, saem de si mesmos,  esquecem-se de si para doar-se aos outros e  é nisso que encontram seu prazer, sua felicidade.

Outros, voltados somente para coisas fúteis, prazeres da carne, frivolidades. E é assim que se sentem felizes.

Outros ainda, egocêntricos, se vêem no papel principal do universo que o cerca, o protagonista de tudo, o responsável por tudo. Dele dependem a tristeza e a alegria dos outros. O bem estar e as necessidades dos outros. Dele todos dependem. É o sol na vida de todos e brilha com tamanha intensidade que não se consegue saber exatamente como ele é.

Somos assim por escolha, por livre opção? Ou há uma força maior que nos move? Realmente escolhemos ser como somos? Isso nos faz feliz? Ou devemos fazer de conta, para agradar aos outros. Esta é a nossa maneira de ser, é assim que nos sentimos bem, que somos felizes... Ou não.

Aos olhos de quem vê, pode parecer errada, imperfeita a nossa maneira de ser. Mas, há o perfeito? Devemos nos moldar, tirar de nós aquilo que é nossa essência, nos tornarmos massa para agradar? Não sei . Mas eu ainda  prefiro ser eu mesma. Prefiro ser egocêntrica, mas também sensível, perceptiva. Prefiro chorar minhas dores e mágoas sozinha, do que tornar-me ninguém em meio à massa humana. Sou como sou. Minha essência é essa. O que puder ser moldado, melhorado será feito com o tempo, com os acontecimentos. Por forças minhas, mas também, além de mim. De resto, continuarei a ser assim!

permalink

AS SEM - RAZÔES DO AMOR  escrito em quarta 15 agosto 2007 17:23

 
 

            

As Sem-Razões do Amor
 

Eu te amo porque te amo.
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.

Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no elipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.

Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.

Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.

 

(Carlos Drummond de Andrade

permalink
|

Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para portowalter

Precisa estar conectado para adicionar portowalter para os seus amigos

 
Criar um blog